Gastos com cartões corporativos da Presidência crescem 405%, segundo jornal

BRASÍLIA - Mesmo com o agravamento da crise econômica, os gastos com os cartões corporativos da Presidência da República já atingem R$ 2,785 milhões neste ano (entre 1º de janeiro e 11 de março). Este valor corresponde a 65% do total que foi gasto em 2008, R$ 4,250, representando um aumento foi de 405%. As informações são do jornal O Globo desta segunda-feira.

Redação |

De acordo com o jornal, a maior parte destas despesas se refere a gastos com viagens do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com suas comitivas e equipes de segurança e apoio.

Os cartões corporativos são usados por um grupo de funcionários para despesas diversas, que não são necessariamente registradas no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) - já que parte destes gastos é protegido pelo sigilo garantido ao presidente.

Segundo informações de "O Globo", em 2008, Lula fez 162 viagens, 20 a mais do que em 2007 e as despesas que mais aumentaram foram com hospedagem e alimentação.

Maiores gastos

O jornal também apontou quem gasta mais na Presidência. Segundo a publicação, Maria Emília Matheus Evora teria pagado R$ 857,3 mil em faturas. De acordo com a Casa Civil, parte deste valor (R$ 741,9 mil) foi usado na Cúpula da América Latina e do Caribe, realizada na Bahia, em dezembro de 2008.

Outro que teria pagado valores altos no cartão corporativo seria Clever Pereira Fialho, que teve a fatura no valor de R$ 331,8 mil. A Casa Civil alega que Clever acompanha diversas viagens do presidente Lula.

Versão da Casa Civil

"O Globo" mostrou também a justificativa da Casa Civil para o aumento dos gastos. Os principais motivos alegados teriam sido um reflexo das viagens do presidente realizadas ainda em 2008 e os eventos organizados pela Presidência.

Leia mais sobre: cartões corporativos

    Leia tudo sobre: cartão corporativo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG