Garoto que caiu em córrego de SP continua desaparecido

“Não é o fim da agonia. Ainda falta encontrar meu neto”, disse a diarista Sueli Gomes da Silva, de 46 anos, muito abalada após reconhecer, ontem de manhã no Instituto Médico Legal (IML) de Osasco, o corpo do filho Jader, de 10 anos, desaparecido desde terça-feira, quando brincava com o sobrinho Jorge, de 8 anos, e o colega Matheus, de 9 anos, no Córrego Tiquatira, zona leste, durante forte temporal.

Agência Estado |

Os pais de Matheus reconheceram o corpo do filho no IML por volta das 16h. Jorge continua desaparecido.

Os dois corpos foram encontrados pelos bombeiros ao longo do Rio Tietê, por onde percorreram mais de 40 quilômetros até ficarem presos nas barragens. O IML informou que o laudo leva até 30 dias para ser concluído, por isso não é possível informar a causa da morte dos meninos. O primeiro corpo, de Matheus, foi localizado na tarde de anteontem na Barragem de Santana do Paranaíba. O segundo, de Jader, mais à frente, ontem à tarde, na Barragem de Pirapora do Bom Jesus. Os bombeiros continuam as buscas pelo terceiro desaparecido, Jorge, de 8 anos.

Lígia conta que, antes de sair de casa, no dia da tragédia, disse aos meninos para assistirem a um DVD porque chovia forte. “Beijei o meu filho antes de sair para o trabalho, falei para eles que ia chover, para verem DVD. E quando voltei não acreditei quando minha mãe disse que eles tinham ido até o pé de manga e não voltaram.” Jader foi enterrado ontem, às 17h, no Cemitério da Saudade, na zona leste. Matheus será enterrado hoje, no mesmo local. As informações são do Jornal da Tarde .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG