Garibaldi tentará pautar projeto contra candidatos ¿ficha suja¿

BRASÍLIA - Apesar de ter dito na semana passada que dificilmente o Congresso aprovaria o projeto de lei para barrar candidatos ¿ficha suja¿ (condenados na Justiça), o presidente do Senado, senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), declarou nesta segunda-feira que usará o peso de seu cargo para tentar aprovar a matéria antes das eleições de outubro. Mas disse que, se isso ocorrer, as regras só valerão para as eleições de 2010.

Rodrigo Ledo ¿ Último Segundo/Santafé Idéias |

Atualmente, o projeto que impede a candidatura de candidatos já condenados em alguma instância, por crimes ligados à corrupção ou outro tipo de delito com pena de prisão acima de dez anos, está em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Para virar lei, teria de ser aprovado antes das eleições de outubro nessa comissão, no Plenário do Senado e, ainda, nas comissões e no Plenário da Câmara dos Deputados.

Na última sexta-feira, o senador Garibaldi Alves Filho havia dito que o prazo era muito apertado para aprovar a matéria nas duas Casas antes das eleições, mas nesta segunda prometeu empenho para viabilizar a nova norma. Ele admitiu que a resistência de muitos parlamentares pode fazer com que as restrições só passem a vigorar nas eleições de 2010.

Tem todas as condições de votar nesta semana [no Senado]. A pauta é feita de acordo com os líderes partidários. Mas não vai vigorar na atual eleição, ponderou o presidente do Senado.

Leia mais sobre: Eleições

    Leia tudo sobre: eleições

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG