Garibaldi se encontra com Lula e cobra explicações

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), vai se encontrar na tarde desta segunda-feira com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e cobrar providências em relação às denúncias publicadas pela revista Veja, que dão conta de grampos telefônicos contra senadores, ministros da República e do Supremo.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

De acordo com o parlamentar, é preciso saber o que Lula "pretende fazer com relação a esse órgão [Agência Brasileira de Inteligência ¿ Abin] que, segundo a revista, está extrapolando", disse.

Questionado sobre as ações que Lula deve tomar, Garibaldi comentou que não vai propor ao presidente o que "ele deve fazer". Mas disse esperar que uma "medida enérgica seja tomada".

Em relação à instauração de uma CPI no Senado para investigar os grampos ilegais, paralelamente à já existente na Câmara, Garibaldi disse que até agora o assunto não foi discutido, "mas se medidas não forem tomadas pode-se evoluir para isso".

Sobre a segurança dos senadores e a possibilidade de existência de grampos nos gabinetes, o presidente comentou que vai se reunir com a Polícia do Senado para avaliar a necessidade de fazer uma varredura completa visando identificar escutas nos telefones dos parlamentares.

Leia mais sobre: grampos

    Leia tudo sobre: grampos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG