Garibaldi se diz arrependido por dar cota aérea em dinheiro para viúva de senador

BRASÍLIA - O ex-presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), que deu em dinheiro R$ 118,6 mil à viúva do senador Jefferson Péres, Marlidice Péres, referente às cotas aéreas não usadas pelo parlamentar, se disse arrependido. Nesta manhã, Garibaldi alegou que ¿se fosse hoje¿ não tomaria tal atitude e se escorou numa decisão da advocacia da Casa para justificar o pagamento.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

Se fosse hoje, não faria. Fiz em função dos apelos da viúva. Ela estava sem receber pensão e estava aflita. Agora quem está aflito sou eu, disse. Me arrependo de ter tomado essa decisão, completou.

Sobre a base jurídica para sua decisão, Garibaldi disse que a advocacia do Senado emitiu um parecer autorizando a transação. Antes de pagar o benefício, o ex-presidente, contudo, não avisou a Mesa Diretora da Casa, que pode reverter a decisão e obrigar Marlidice, que é juíza aposentada, a devolver os recursos.

Recomenda[-se em casos como esse] que leve à Mesa. Se não for referendado teria de devolver o que recebeu. O equívoco foi meu. Não adotei a atitude. Faltou apenas esse detalhe [de levar a decisão para a Mesa], lamentou.

Apesar do problema ainda não há nenhuma definição da Mesa Diretora sobre a devolução dos recursos.

Leia mais sobre: Garibaldi

    Leia tudo sobre: senado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG