Câmara aumentou de R$ 50,8 mil para R$ 60 mil a verba de gabinete, recursos usados para a contratação de funcionários." / Câmara aumentou de R$ 50,8 mil para R$ 60 mil a verba de gabinete, recursos usados para a contratação de funcionários." /

Garibaldi descarta aumento de verba de gabinete no Senado

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), descartou a possibilidade de conceder aumento para os servidores da Casa nesta quinta-feira. Não tem esse propósito no Senado. Até agora não há nada cogitado em relação a isso, disse. Nesta quarta-feira, a http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/04/16/deputados_aumentam_para_r_60_mil_verba_de_gabinete_1274883.html target=_topCâmara aumentou de R$ 50,8 mil para R$ 60 mil a verba de gabinete, recursos usados para a contratação de funcionários.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |


Garibaldi evitou, no entanto, criticar o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), sobre o reajuste para os funcionários comissionados (contratados sem concurso público), que serão beneficiados com o aumento da verba. "Deixo ao Chinaglia o exame dos problemas da sua Casa, quero manter a política de boa vizinhança", comentou.

O presidente do Senado ainda negou a existência de pressão por parte dos servidores que, vendo seus colegas de Câmara obtendo reajuste, poderiam exigir o mesmo tratamento. "Ninguém aqui está reivindicando nada", disse.

Por fim Garibaldi disse que vem trabalhando para melhorar a imagem do Congresso Nacional, deixando subentendido que não aceitará debater um assunto que gerou tantas críticas por parte da população.

Leia mais sobre: verba de gabinete

    Leia tudo sobre: senado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG