Garibaldi defende rigor na lei sobre abuso de autoridade

O presidente do Congresso, senador Garibaldi Alves (PMDB-RN), disse hoje, em Belo Horizonte, ser favorável a uma mudança na legislação para tornar mais rigorosa a lei sobre abuso de autoridade. Garibaldi apoiou a proposta do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes.

Agência Estado |

"Sou favorável desde que também se abuse ao que vai se estabelecer, mas eu comungo com o ministro Gilmar Mendes, de que deve haver esse conjunto de normas renovado em relação ao abuso de autoridade", afirmou o presidente do Congresso, que foi o orador oficial da solenidade do Dia do Estado de Minas Gerais, em Mariana (MG).

Embora tenha afirmado que a Polícia Federal (PF) desenvolve "um trabalho importante com relação a coibir a corrupção", Garibaldi considerou que "excessos" são cometidos, pontualmente. "Lá no Congresso, nós fizemos uma repercussão muito grande disso. Vários parlamentares verificaram esse excesso."

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), pretende pôr em votação em agosto, na volta do recesso parlamentar, projetos que tornem mais rigorosa a lei sobre abuso de autoridade e que regulamentem o uso do grampo telefônico em investigações policiais. A discussão sobre uma nova legislação tomou fôlego ontem, em encontro de Mendes com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG