Garibaldi defende entendimento entre CPI dos Grampos e STF

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB/RN), qualificou, nesta quinta-feira, como ¿vexatória¿ a situação da CPI dos Grampos e defendeu um entendimento do Congresso Nacional com o Poder Judiciário para garantir o funcionamento da comissão.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

Acordo Ortográfico

Nós, presidentes da Câmara e do Senado, temos de nos unir e procurar um entendimento com o Supremo Tribunal Federal (STF) para que não se deixe a CPI numa situação vexatória, se negando tudo o que ela pede. A CPI é um instrumento da minoria, mas como usar esse instrumento se em tudo o que ela pede à Justiça não consegue êxito? É lastimável. Como cidadão, e como presidente do Senado, não posso deixar de dizer que isso é precedente perigoso, afirmou.

O ministro Cezar Peluso, do STF, negou, nesta quinta, os pedidos da CPI para ter acesso aos autos das operações Chacal e Satiagraha da Polícia Federal. Os deputados pretendiam quebrar os sigilos das operações para aprofundar as investigações sobre interceptações telefônicas clandestinas. Esta foi a segunda negativa do STF à CPI em dois meses.

A CPI dos Grampos aprovou, nesta quinta, a convocação de Francisco Ambrósio do Nascimento, agente aposentado do Serviço Nacional de Informações (SNI), para depor à comissão sobre seu envolvimento na Operação Satiagraha, da Polícia Federal.

Ambrósio é apontado pela revista "Istoé" como coordenador dos agentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) que participaram da Operação Satiagraha, da Polícia Federal.

O ministro da Justiça, Tarso Genro, e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, também tiveram convites para depor à comissão aprovados na quinta. Na condição de "convidados", não de "convocados", os dois têm a opção de não participar da reunião se não quiserem.

Gilmar Mendes teria sido vítima de um grampo ilegal praticado pela Abin, segundo denúncia da revista "Veja".

Leia também:

Leia mais sobre: CPI dos Grampos

    Leia tudo sobre: cpi dos grampos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG