Garibaldi critica decisão da Câmara sobre vereadores

O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), disse hoje que foi surpreendido com a decisão do presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), de não assinar a promulgação da proposta de emenda constitucional (PEC) que aumenta em 7.343 o número de vagas de vereadores em todo País.

Agência Estado |

"Acho que em qualquer hipótese o que aconteceu não poderia deixar de ser precedido de um diálogo entre os presidentes da Casa, das duas mesas. Divergências podem existir. O que não pode existir é o confronto", reclamou Garibaldi. "Foi uma divergência grave que resultou na falta de diálogo entre as duas Casas. Se trata de falta de harmonia."

Ele disse achar "difícil qualquer solução hoje" sobre o futuro da PEC dos vereadores. Como não foi promulgada, a emenda que aumenta o número de vereadores não está valendo. Já a PEC que regulariza a situação de 62 municípios, e que foi aprovada na madrugada de hoje pelos senadores, foi promulgada na tarde de hoje pela Câmara e pelo Senado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG