Garibaldi afasta servidores envolvidos em fraudes no Senado

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Garibaldi Alves FIlho (PMDB-RN), pediu nesta terça-feira o afastamento de Dimitrios Hadjinicolaou e Aloysio Brito Vieira dos cargos de chefia que ocupam no parlamento. Os dois foram acusados pelo Ministério Público de participação em fraudes de licitações da Casa.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

Hadjinicolaou era diretor da Secretaria de Compras e Contratações e Vieira exercia a função de secretário de Fiscalização e Controle. Ambos são acusados de favorecimento às empresas Conservo e Ipanema em três licitações, cujos valores chegaram à casa dos R$ 35 milhões. A concorrência pública previa a contratação de mão-de-obra terceirizada para o Senado. 

O parlamento deverá realizar, até o mês de novembro, novas licitações para substituir as empresas sob suspeita.

Leia mais sobre: fraudes em licitações

    Leia tudo sobre: senado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG