Gana autoriza venda de produtora de alumínio

Por Kwasi Kpodo ACCRA (Reuters) - O Parlamento de Gana autorizou um acordo nesta sexta-feira para a venda de 70 por cento da produtora de alumínio estatal Valco para mineradora brasileira Vale e para a norueguesa Norsk Hydro, por 175,5 milhões de dólares.

Reuters |

Para o acordo, segundo autoridades de Gana, as duas companhias estrangeiras investiriam 4,7 bilhões de dólares em uma nova mina de bauxita e em uma refinaria de alumina no país do oeste da África, além de melhorias nas estradas de ferro e da capacidade de geração de energia.

A Vale, entretanto, afirmou por meio de sua assessoria de imprensa que "não existe nada sobre esse tema".

O grupo norueguês de alumínio Norsk Hydro declarou que não tem intenção de investir em Gana.

"A Hydro não tem planos de fazer nenhum investimento em Gana", afirmou o porta-voz da companahia, Stefan Solberg, à Reuters, ao ser questionado sobre a decisão da Assembléia Nacional de Gana.

"Nós ainda não assinamos nenhum acordo. Isso é algo que nós procuramos em outros lugares no mundo", completou Solber.

A Valco tem capacidade para produzir 200 mil toneladas de alumínio por ano, mas está inativa desde março de 2007, quando foi desligada devido à falta de energia causada por problemas de manutenção na hidrelétrica de Volta e pelos baixos níveis de água na represa.

Sob os termos do acordo de compra, a Vale e a Norsk Hydro pagariam inicialmente 25 milhões de dólares para o governo de Gana. O valor restante seria quitado apenas quando a Valco retomar as atividades.

A Valco foi criada em 1960, depois que Gana se tornou independente da Grã-Bretanha, em 1957.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG