Vestido de Noiva - Brasil - iG" /

Gabriel Villela volta a Nelson Rodrigues com Vestido de Noiva

SÃO PAULO ¿ Na metade dos anos 1990, o diretor Gabriel Villela transformou o palco numa mesa de sinuca para evidenciar a simbologia do jogo que permeia a tragédia carioca A Falecida, de Nelson Rodrigues. O retorno ao dramaturgo se dá neste sábado (9), 21h30, com a estréia de Vestido de Noiva, no Teatro Vivo.

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo |

Desta vez, o consagrado diretor mineiro Gabriel Vilella (de "Calígula", "Salmo 91", "Leonce e Lena" e "Esperando Godot" ¿ só para citar seus últimos trabalhos) concebe sua visão para o clássico da dramaturgia brasileira, responsável pela entrada das artes cênicas brasileira no panorama do teatro moderno, quando de sua montagem, em 1943, sob direção do polonês Ziembinski.

Leandra Leal, Marcello Antony e Vera Zimmermann vivem o dramático triângulo amoroso da peça. Alaíde (Leandra), casada com Pedro (Antony), é atropelada. Enquanto é submetida ao socorro médico, a mente de Alaíde viaja por sua memória e também para um plano onírico, de ilusão. Em sua memória recorda-se do dia de seu casamento, do amor de sua irmã, Lúcia (Vera Zimmermann) por seu noivo, enfim, dos detalhes que, direta ou indiretamente, se relacionam com seu acidente.

No plano da alucinação, espécie de fio condutor das tentativas de montar um quebra-cabeças de suas embaralhadas memórias, Alaíde conversa com Madame Clessi (Luciana Carnielli), dona de um bordel ¿ o casarão em que vive com os pais antes de casar ¿ assassinada por um colegial de 17 anos de quem era amante. A intimidade entre Clessi e Alaíde existe porque a última leu o diário de Clessi que estava no sótão do casarão.

A montagem de 1943, com cenografia de Santa Rosa, apresentava os três planos em que, simultaneamente, transcorre a ação da peça. Já a montagem de Villela, com cenografia de J. C. Serroni, não se ocupa dessa divisão em três planos ¿ Realidade, Alucinação e Memória ¿ que consta na descrição dos cenários da peça rodrigueana.
"Os três planos estão presentes originalmente de acordo com as rubricas do autor. O palco só não está dividido em três níveis. A condução do pensamento do espectador para cada um deles se dá por meio de outros artifícios que não sejam oriundos da cenografia, principalmente através da interpretação e da luz", afirma o diretor.

Escrita por Nelson Rodrigues em três atos, a encenação de Gabriel tem dois atos, divididos por um intervalo de 15 minutos. "O primeiro e segundo atos da peça acontecem o tempo inteiro dentro da alucinação. A realidade que às vezes penetra nesse mundo se dá por informações pontuais, como os sons do acidente, os batimentos cardíacos da personagem enquanto o médico a está operando. Mesmo assim, os dois mundos estão muito interligados, interpenetrados e intersecionados", explica.

No elenco também estão Maria do Carmo Soares, Pedro Henrique Moutinho, Rodrigo Fregnan, Cacá Toledo, Helô Cintra e Flávio Tolezan.

Vestido de Noiva - Estreia para público dia 9 de maio (sábado), às 21h30 no Teatro Vivo (Avenida Chucri Zaidan, 860, Brooklyn). Temporada: De 10 de maio a 5 de julho, sextas e sábados às 21h30 e domingos às 19 horas. (A partir de junho, também às quintas-feiras às 21h30). Classificação etária: 14 anos. Texto: Nelson Rodrigues. Direção e figurinos: Gabriel Villela. Cenografia: J.C. Serroni. Elenco: Leandra Leal, Marcello Antony, Vera Zimmermann, Luciana Carnieli, Maria do Carmo Soares, Pedro Henrique Moutinho, Rodrigo Fregnan, Cacá Toledo, Helô Cintra e Flávio Tolezan. Produção Executiva: Claudio Fontana. Ingressos: R$ 60 (sextas e domingos, e quintas a partir de junho) e R$ 70 (sábados). Duração: 100 minutos. Telefone: 11 7420-1520. Estacionamento: Vallet R$ 15. Capacidade: 290 lugares. Aceita todos os cartões de crédito. Ar condicionado. Acesso para deficientes. Horário de funcionamento da bilheteria: terças e quartas-feiras das 14 às 20 horas. Quinta a domingo das 14 horas até o início do espetáculo.

    Leia tudo sobre: teatro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG