PACARAIMA - O furto de 15 cabeças de gado, na madrugada desta quarta-feira, na fazenda Providência, do líder arrozeiro e prefeito de Pacaraima, Paulo César Quartiero (DEM), pode acirrar os ânimos na terra indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, que há uma semana não registra incidentes graves. Quartiero acusa indígenas do CIR (Conselho Indígena de Roraima) de cortar a cerca da fazenda e levar o gado para alimentar os 200 índios que até a semana passada bloqueavam a estrada Transarrozeira.


Agência Brasil
Quartiero diz que índios roubaram gado
O coordenador do Conselho Indígena de Roraima (CIR), Dionito José de Sousa, nega a acusação. Ele suspeita que o furto foi "armação" para culpar os índios. Apesar disso, diz que vai apurar.

O crime foi denunciado na delegacia do 1º Distrito Policial, em Boa Vista, e comunicado ao Ministério Público Federal. Quartiero pediu ainda que a Polícia Federal fiscalize o trânsito de animais na reserva. A fazenda Providência fica a 160 quilômetros de Boa Vista, em área de 4.200 hectares. No local, há plantio de arroz e 1.500 reses.


Leia mais sobre:


Leia mais sobre: Raposa Serra do Sol

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.