Furto de equipamentos da USP dá prejuízo de R$ 100 mil

Ao todo, 45 equipamentos foram furtados do Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), no Butantã, na zona oeste, durante a madrugada do domingo. O prejuízo estimado está em torno de R$ 100 mil.

Agência Estado |

Um fundo da universidade deverá ressarcir os prejuízos. Entre os materiais furtados, havia computadores, notebooks, câmeras fotográficas digitais, filmadoras, scanner, impressoras, televisores, equipamentos de data show e até uma ilha de edição.

O boletim de ocorrência foi registrado no Departamento de Investigações Sobre Crime Organizado (Deic). Por enquanto, não há indícios sobre a autoria do crime. Aos sábados, o acesso de pedestres e veículos de passeio é controlado após as 14 horas nas três portarias e nos cinco portões que permitem a entrada na Cidade Universitária. “Fui informado de que após todo o trâmite do processo interno, o que deve durar até três meses, os equipamentos poderão ser ressarcidos por um fundo da própria USP”, afirma Tadeu Chiarelli, chefe do Departamento de Artes Plásticas.

Uma reportagem publicada no jornal O Estado S. Paulo no início do mês revelou que o câmpus da USP registrou um furto por dia em 2008 e nos dois primeiros meses deste ano. Nem todos os prédios da ECA, que reúne as faculdades de Música, Artes Cênicas, Artes Plásticas, Jornalismo, Publicidade e Rádio e TV, apresentam vigilantes internos nem monitoramento com câmeras. O Departamento de Artes Plásticas, que foi furtado, não conta com nenhum dos dispositivos. Após o furto, novas medidas devem ser adotadas. “Vamos tentar reforçar a segurança interna e externa”, diz o diretor da ECA, Mauro Wilton de Sousa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG