estarrecedor , diz comandante - Brasil - iG" /

Furto de doações a SC é estarrecedor , diz comandante

O tenente-coronel Edson Rosti, comandante do 23º Batalhão de Infantaria, classificou de estarrecedora as imagens que mostram voluntários e soldados do Exército furtando roupas e mantimentos destinados às vítimas da enchente em Santa Catarina. O militar viu as imagens em uma reportagem exibida pela RBS TV na noite de ontem, que mostrou doações sendo furtadas por vários voluntários e soldados que trabalham na Vila Germânica, em Blumenau.

Agência Estado |

Sintomas parecidos podem dificultar diagnóstico de doenças

Segundo Rosti, um inquérito policial militar será aberto e que os militares envolvidos sejam punidos.

"Além de lamentável, é doloroso. Já abrimos uma sindicância para sermos justos com quem trabalhou corretamente e responsabilizar aqueles que cometeram esta grave falta", afirmou o general Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, comandante da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada do Exército. Pelo menos 13 soldados já foram identificados e responderão a inquérito policial militar.

O vídeo mostra que logo que os caminhões chegavam ao pavilhão eram descarregados pelos soldados. Enquanto uns retiravam a carga, outros experimentavam os materiais. Os que serviam e tinham qualidade eram colocados dentro de mochilas. Em um dos diálogos gravados, um soldado pergunta para o outro: "O que tu vai fazer com esse sutiã aí, veio?" E o outro responde: "Vou levar pra minha mãe. Esse eu peguei pra minha namorada".

A imagens mostravam também outro grupo, só que de voluntários, que chegava de carro e selecionava apenas o que agradava. Uma das cenas mostra uma mulher empurrando um carrinho de supermercados até o estacionamento. Enquanto acomodava os produtos no porta-malas, o marido colocava vários pacotes de alimentos pela porta lateral do carro. As imagens foram feitas na sexta-feira com uma microcâmera.

Medidas

O secretário de Desenvolvimento Regional de Blumenau, Paulo França, anunciou três medidas após tomar conhecimento dos furtos. Além de contratar uma empresa especializada na logística de produtos, também determinou que fosse catalogado e transferido todo o material da Vila Germânica para outro local, iniciativa que deve ocorrer nos próximos dez dias. Também prometeu acionar a assessoria jurídica para apurar os desvios e as pessoas envolvidas. O Ministério Público Estadual e o Exercício informaram que vão investigar as denúncias.

Em nota, o governo catarinense lamentou o caso e reiterou a confiança nos milhares de voluntários sérios, honestos e comprometidos com a recuperação de Blumenau e região. "São pessoas que dedicam seu tempo e disposição para ajudar o próximo e não devem, por causa da ação de algumas pessoas mal-intencionadas, ter sua honestidade maculada."


Leia mais sobre:
Santa Catarina

    Leia tudo sobre: santa catarina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG