Furnas diz que recorrerá contra multa dada pela Aneel por blecaute de 2009

A empresa Furnas Centrais Elétricas divulgou nos principais jornais desta terça-feira nota de esclarecimento sobre relatório da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que multou a empresa em R$ 53,7 milhões devido ao blecaute que atingiu 18 Estados em novembro do ano passado.

Agência Estado |

Em seu informe, a empresa afirma ter rebatido "tecnicamente na íntegra" o relatório da agência sobre o blecaute, e que discorda das conclusões apresentadas pela Aneel, reiterando assim sua postura de entrar com recurso contra a aplicação de multa.

A empresa observou ainda, em seu comunicado, que o relatório do Operador Nacional do Sistema (ONS) concluiu que o blecaute foi causado por condições climáticas severas e que todas as normas e padrões técnicos foram atendidos. Isso, segundo Furnas, foi reiterado pelo Centro de Pesquisas em Energia Elétrica. Ou seja, na avaliação da empresa, não cabe atribuir o evento a falha de operação ou de manutenção.

Em seu informe, Furnas informou ainda que, de 2005 a 2009, foram investidos recursos da ordem de mais de R$ 1,2 bilhão na modernização do sistema de transmissão da empresa. Neste sistema, estariam incluídos os 900 quilômetros e as 9.500 torres do circuito de Itaipu. A companhia conclui que seu índice de disponibilidade, parâmetro usado para mensurar capacidade, de 99,7% apresentado pelo Sistema de Transmissão em 2009, e que isso comprovaria o bom funcionamento técnico da empresa.

Em relatório, a Aneel avaliou que as linhas de transmissão que caíram no dia 10 de novembro do ano passado, provocando o blecaute, têm "necessidade urgente" de "manutenção adequada, modernização do sistema de proteção, modernização ou substituição das unidades terminais remotas do sistema de supervisão e controle e reciclagem e treinamento em seu pessoal de operação".

Leia mais sobre: apagão

    Leia tudo sobre: blecaute

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG