Fundador da Renascer recebe título em Sorocaba-SP

O fundador da Igreja Renascer, apóstolo Estevam Hernandes Filho, que esteve preso nos Estados Unidos por conspiração e contrabando de dinheiro, foi agraciado com o título de Cidadão Sorocabano. A solenidade foi transferida da Câmara para a sede local da igreja, no centro da cidade.

Agência Estado |

De acordo com sua assessoria, ele compareceria acompanhado da mulher, a bispa Sônia Hernandes, que também ficou detida nos Estados Unidos.

A concessão do título, aprovada pelos vereadores, causou polêmica. No Brasil, o líder da Renascer responde a inquéritos por lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e estelionato. O líder do PT na Câmara, vereador Francisco França, tentou barrar a concessão. Em nota, ele afirmou que a honraria a uma pessoa envolvida em acusações graves denigre a imagem da cidade.

O autor da proposta, vereador Carlos Cezar da Silva (PSC) disse que a concessão do título foi aprovada em 2006, antes de se tornarem públicas as acusações contra o fundador da Renascer. Silva, que é pastor da Igreja Quadrangular, argumentou que a igreja dirigida por Hernandes Filho atua na cidade há mais de 20 anos e mantém a casa Lar Abrigo, que atende crianças desamparadas.

Sobre as acusações que pesam sobre o apóstolo, ele disse que não cabe aos vereadores fazer julgamento. "Quem julga é a justiça". Em janeiro de 2007, Estevam e sua mulher foram presos quando entravam nos Estados Unidos com US$ 56 mil. Eles haviam declarado não portarem mais que os US$ 10 mil fixados por lei, mas o dinheiro extra foi encontrado escondido dentro de uma bíblia. Condenados, eles cumpriram 140 dias de prisão em regime fechado, seguidos de cinco meses em prisão domiciliar.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG