Reitor da UnB decide se afastar do cargo, mas estudantes mantêm ocupação" / Reitor da UnB decide se afastar do cargo, mas estudantes mantêm ocupação" /

Funcionários voltam a prédio ocupado da UnB para buscar documentos

BRASÍLIA - Dois procuradores federais lotados na Universidade de Brasília (UnB) estiveram no prédio da reitoria para resgatar documentos relativos a ações que envolvem a instituição, como mandados de segurança, reclamações trabalhistas, notificações e ações de concursos públicos. Os documentos serviriam como subsídios para ações às quais a universidade responde na Justiça. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/04/10/reitor_da_unb_decide_se_afastar_ate_conclusao_de_investigacoes_1266292.html target=_blankReitor da UnB decide se afastar do cargo, mas estudantes mantêm ocupação

Regina Bandeira - Último Segundo/Santafé Idéias |

Desde a ocupação do prédio por estudantes na semana passada, o trabalho da Procuradoria Jurídica da universidade está sendo feito na sede da procuradoria regional federal. A procuradoria conta com cerca de 20 funcionários.

Segundo o procurador José Carlos Pereira Paz, a decisão de sair do prédio partiu da Procuradoria Jurídica, que decidiu deixar o local quando percebeu que os estudantes ficaram mais tempo, o que poderia prejudicar o andamento dos processos. Pereira Paz informou que algumas ações já estariam com prazos vencidos e que, dependendo do tipo de ações que chegarem à Procuradoria, eles talvez precisem voltar a trabalhar no prédio.

Eles também recolheram um computador da Procuradoria Jurídica com arquivos administrativos. Acompanhado pelo procurador Paulo Enéas da Silva Paranhos, Pereira Paz afirmou não ter encontrado resistência dos alunos acampados para subir à reitoria.

Os procuradores relataram que as salas de trabalho continuam trancadas, intactas e resguardadas. Aparentemente não houve violação, afirmou Pereira Paz, apesar de ponderar que sempre há temor de depredação.

Pereira Paz evitou dar qualquer declaração sobre o movimento dos alunos. Não quero me envolver nesta questão. Estamos aqui para defender os interesses da universidade, disse.

Leia também:

Leia mais sobre: UnB

    Leia tudo sobre: unb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG