Funcionários do Samu no Rio planejam protesto contra demissões

Os trabalhadores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no Rio, iniciaram um movimento para evitar a substituição de cerca de 1500 profissionais civis por militares do Corpo de Bombeiros concursados, segundo informações da Agência Brasil. Em assembléia, os trabalhadores do Samu decidiram realizar uma manifestação amanhã, no centro da capital fluminense.

Agência Estado |

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Rio (Sindsprev-RJ), os profissionais que ocupam postos de nível médio já receberam cartas de demissão e cumprem o aviso prévio. Durante a manifestação prevista para amanhã, os profissionais devem tentar negociar com o secretário de Saúde Sérgio Côrtes. O médico do Samu Edson César Coelho alega que a contratação dos bombeiros é inconstitucional. Segundo a secretaria, os profissionais terceirizados que trabalham no serviço de atendimento de urgência serão substituídos pelos bombeiros aprovados em concurso público. O órgão alega que o concurso foi aberto a todos os interessados.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG