Funcionários da Alstom entram em greve por melhores salários

SÃO PAULO - Cerca de 1200 trabalhadores da Alstom Transportes entraram em greve às 7h desta terça-feira, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi. As reivindicações são equiparação salarial, cesta básica ou cartão-alimentação, garantia de emprego para a comissão de negociação e que a Alstom apresente os resultados da avaliação das metas de qualidade para o pagamento da PLR (Participação nos Lucros ou Resultados).

Redação |

O diretor do Sindicato David Martins afirma que os trabalhadores estão há mais de dois meses tentando negociar a renovação da política de cargos e salários, que já venceu e é ruim para os trabalhadores, mas a empresa vem adiando essa negociação. Martins conta que a empresa já foi notificada duas vezes da greve e pediu prazo para apresentar uma proposta, mas como isto não aconteceu, entramos em greve.

Uma assembléia para decidir os rumos da greve será feita na quinta-feira, pela manhã.

A Alstom foi procurada pelo Último Segundo e disse que irá divulgar um comunicado oficial sobre o assunto ainda nesta terça-feira. Segundo a Alstom, a greve é da categoria e não apenas da fábrica, mas o presidente do sindicato diverge da posição.

Leia mais sobre: greve - Alstom

    Leia tudo sobre: greve

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG