Funcionário morre em perfuração da Petrobras no Rio

O funcionário da empresa Brasdril, que presta serviços à Petrobras, Alessandro Paulo da Cruz, de 37 anos, morreu hoje durante trabalho na unidade marítima de perfuração Ocean Aliance/SS-55, na Bacia Marítima de Santos 45, a 160 quilômetros da costa do litoral sul do Rio de Janeiro. A estatal não esclareceu em que circunstância ocorreu a morte.

Agência Estado |

Em nota, a Petrobras informou que o acidente ocorreu durante a perfuração do bloco BM-S-45. Cruz chegou a ser atendido pelo médico, que trabalha a bordo da sonda, mas não resistiu. A estatal abriu sindicância para apurar as causas do acidente.

O Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense informou que Alessandro da Cruz realizava uma operação de manutenção, quando foi atingido na cabeça por uma peça do condutor submarino. Para o sindicato, os repetidos acidentes em instalações da Petrobras demonstram "a total ineficiência da política de segurança, meio ambiente e saúde" da Petrobras.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG