Funcionário do Ministério Público é preso por pedofilia no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO ¿ Policiais da Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam) prenderam nesta terça-feira um funcionário do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro suspeito pelo crime de pedofilia. De acordo com a polícia, o superior analista Rafael Marcos Garcia, de 54 anos, mantinha relacionamentos com mulheres que conhecia através da internet e abusava sexualmente de suas filhas menores.

Redação |

De acordo com a delegada titular da Deam, Jacqueline de Souza, os policiais chegaram ao analista com base em uma denúncia feita por uma vítima. Rafael foi preso na porta do Ministério Público, no centro do Rio.

Contra o analista foi expedido um mandado de prisão temporária pelo crime de pedofilia. A delegada Jacqueline de Souza informou que Rafael agredia e ameaçava as vítimas, dizendo que nunca seria preso por causa de seu cargo no Ministério Público.

Leia mais sobre: pedofilia

    Leia tudo sobre: pedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG