Funcionário de hospital demitido por espiar ficha médica de Farrah Fawcett

O funcionário de um prestigiado hospital de Los Angeles foi despedido por ter vasculhado o histórico médico da atriz Farrah Fawcett, informou nesta quinta-feira o jornal Los Angeles Times, três semanas depois de incidente semelhante ter ocorrido com a cantora Britney Spears.

AFP |

O centro médico universitário da Universidade da Califórnia em Los Angeles não confirmou de forma explícita a informação, mas destacou que "a confidencialidade dos pacientes constitui parte relevante de nossa missão".

Na ocasião, a atriz Farrah Fawcett, de 61 anos, foi vítima da curiosidade dos funcionários do centro médico onde foi diagnosticada com câncer há mais de um ano, segundo o jornal. Informações confidenciais sobre sua saúde foram manchete em várias publicações especializadas na vida das celebridades.

No dia 14 de março, a UCLA anunciou a demissão de pelo menos 13 funcionários e a adoção de medidas punitivas contra médicos do quadro do hospital que investigaram o histórico médico de Britney Spears, segundo fontes do centro.

O simples fato de ter acesso ao histórico médico de um paciente sem sua autorização é considerado crime nos Estados Unidos desde 2003.

pb/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG