Funai analisa situação de índios afetados por obras do PAC

BRASÍLIA - O governo federal aguarda posicionamento da Fundação Nacional do Índio (Funai) sobre a remoção de indígenas para a continuação das obras da usina hidrelétrica de Pedra Grande, localizadas entre Pernambuco e Bahia. As obras fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), cujo quinto balanço é apresentado nesta quinta-feira.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, agradeceu a participação da Fundação Nacional do Índio (Funai) para o desenvolvimento das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Segundo Dilma, o órgão tem sido um importante parceiro do programa principalmente no que se refere às discussões e negociações com populações indígenas.

No caso de Pedra Branca, a Casa Civil, o Ministério de Minas e Energia, a Funai e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) já promoveram reunião para redefinição do limite da terra indígena, mas ainda aguardam posicionamento da Funai sobre relatório. O governo propõe a remoção dos índios assentados na área para outro local.

Leia mais sobre: PAC

    Leia tudo sobre: funaipac

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG