BRASÍLIA - O fugitivo da Penitenciária da Papuda, em Brasília, Francisco Aguiar, de 51 anos de idade, procurado pela Polícia Civil do Distrito Federal desde 2005, foi preso por acaso nesta quinta-feira nas dependências do Senado, pela segurança da Casa. Francisco chamou a atenção dos policiais legislativos quando tentava chegar à galeria que dá acesso ao Plenário.

Segundo relato da Polícia Legislativa, o piauiense residente no Distrito Federal estava muito nervoso, e aos gritos chamava de "ladrões" os líderes do PSDB, Arthur Virgílio Neto (AM), e do DEM, José Agripino Maia (RN). Ao mesmo tempo anunciava que pularia da tribuna para o Plenário.

Francisco foi detido pela segurança da Casa, que ao investigar a sua folha criminal, descobriu que ele é foragido por não ter cumprido as condições impostas na concessão da liberdade condicional.

Ele foi condenado à prisão por ter degolado a esposa.

Leia mais sobre: Senado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.