Frente Parlamentar cobra parte da receita para Saúde

A Frente Parlamentar de Saúde defenderá que a área da saúde seja beneficiada também pela estimativa de receita para 2010, que previu um aumento de R$ 23 bilhões. “Na divisão feita pelo Planejamento, não sobrou nada para a saúde.

Agência Estado |

É uma bomba relógio”, afirmou o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), que preside a frente.

“Agora são os secretários da saúde, aqueles que estão com a mão na massa, que estão dizendo que faltam recursos. A redução afeta programas que são a menina dos olhos do Lula, como o Farmácia Popular”, disse o deputado sobre o documento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). “Isso tudo acontece porque a área econômica só se interna por meio de plano de saúde”, continuou. “Tem deputado ameaçando não votar o orçamento se a saúde ficar assim.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG