Frei é preso por suspeita de pedofilia em Rio do Sul-SC

Um frei da Ordem dos Capuchinhos foi preso em flagrante na sexta-feira no município catarinense de Rio do Sul acusado de atentado violento ao pudor. A polícia, com autorização da Justiça, vinha monitorando as ligações diárias do religioso, além de mensagens que enviava pelo seu celular.

Agência Estado |

A delegada Karla Bastos Miguel disse que o envolvimento entre o sacerdote e uma adolescente de 13 anos foi denunciado pelos próprios familiares ao Ministério Público (MP).

Na sexta-feira, como a garota estava de castigo e não poderia comparecer ao ensaio do coral da igreja, o frei telefonou para a mãe da adolescente, a quem pediu a liberação. A polícia foi informada e, assim que ela entrou no quarto, fez a prisão. De acordo com a delegada, numa averiguação inicial no computador do religioso, foram encontradas milhares de fotos de meninas, de diversas idades, algumas semi-nuas.

Trabalhando há dois anos como pároco na comunidade, o frei admitiu à imprensa o seu envolvimento com a adolescente, mas negou qualquer tipo de relação sexual. Ele afirmou que a vítima tinha uma revolta muito grande porque os pais se mudaram e por isso buscou ajuda espiritual. O sacerdote disse que foi ele mesmo que deu de presente um celular para a garota. "Ela me ligava sempre à cobrar e eu já não aguentava mais", afirmou. O religioso considera que não houve nenhum crime e que está pronto para exercer o sacerdócio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG