O ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Franklin Martins, se declarou hoje, em audiência pública, contrário à veiculação de propaganda de bebidas alcoólicas na televisão antes das 21 horas. Para Martins, ao associar conteúdos de desempenho sexual e conquistas de objetivos, a publicidade do setor estimula a juventude a consumir bebidas, informa a Agência Senado.

"O argumento de que a propaganda é apenas uma disputa entre companhias não me convence. Esse é um problema de saúde pública que não se limita à auto-regulamentação, mas deve ser tratado, principalmente, como uma questão de Estado." O ministro participa de audiência promovida pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática que debate questões relacionadas a veículos de comunicação regional.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.