Franklin Martins é condenado a indenizar Collor

A 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio condenou o atual ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social do governo Lula, o jornalista Franklin Martins, o também jornalista Marcone Formiga e a editora Dom Quixote a pagarem R$ 50 mil de indenização ao ex-presidente e senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL). O colegiado decidiu reformar a sentença de 1º grau, que havia julgado improcedente o pedido de indenização devido a uma reportagem divulgada em julho de 2005.

Agência Estado |

De acordo com a decisão, o político teve a honra e a imagem difamadas depois de ter sido chamado de corrupto, ladrão e "chefe de quadrilha" numa matéria publicada na revista "Brasília em Dia".

O juiz de direito substituto e relator do processo, Renato Ricardo Barbosa, determinou que a revista publique, na íntegra, a decisão do TJ-RJ que reconheceu o dano moral, na mesma posição das páginas e com mesmo destaque dado à reportagem divulgada anteriormente.

Para Renato Barbosa, a matéria veiculada não se tratou da simples exposição dos fatos, mas de uma entrevista de cunho opinativo. Ele lembrou também que Collor foi absolvido das acusações que sofreu na esfera criminal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG