isenção dos telejornais da TV Brasil - Brasil - iG" /

Franklin defende isenção dos telejornais da TV Brasil

O ministro da Comunicação Social, Franklin Martins, classificou hoje como equilibrado o conteúdo dos telejornais veiculados pela TV Brasil sobre o vazamento de despesas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso com cartões corporativos. A isenção do noticiário da emissora foi posta em xeque há pouco mais de um mês, quando o jornalista Luiz Lobo acusou a coordenação dos telejornais de interferir na edição das notícias, em nome do governo.

Agência Estado |

"O programa é isento, equilibrado. Quero ver alguém achar que é chapa-branca", afirmou Martins, logo depois de participar de uma reunião do Conselho Curador da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Diante das denúncias de Lobo - demitido da TV no início de março -, o Conselho Curador da EBC abriu uma comissão para investigar o caso. Hoje, os três integrantes da comissão ouviram a diretora de Jornalismo da TV Brasil, Helena Chagas.

A expectativa do relator da comissão, José Paulo Cavalcanti, é de que os resultados fiquem prontos em um mês. Antes de ouvir Helena, integrantes do grupo haviam se encontrado com o jornalista, que era editor do Repórter Brasil , noticiário noturno da estação. Dias depois de ser tirado do cargo, Lobo afirmou que as reportagens da TV Brasil só podiam falar em "suposto dossiê", quando se referiam ao caso do vazamento de despesas de Fernando Henrique. O jornalista afirmou ainda ter sido repreendido por não haver citado, numa reportagem sobre saúde, o corte no Orçamento destinado para a área provocado pelo fim da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG