CAMPINAS - Placas de gesso do teto do templo da Igreja Universal do Reino de Deus, no centro de Campinas (SP), desabaram no início da noite desta quarta-feira. De acordo com informações da Defesa Civil, cerca de 200 pessoas participavam do encerramento de um culto no momento do acidente.

Por volta das 19h40, o Corpo de Bombeiros recebeu um chamado de socorro e encaminhou duas equipes ao local, mas nenhum fiel ficou ferido.

Um engenheiro da Prefeitura de Campinas visitou o templo logo após o desabamento. As áreas onde as placas caíram - as duas laterais da igreja - já estavam interditas pela brigada de incêndio da própria Universal. O profissional do Departamento de Controle do Uso de Imóveis (Contru) reforçou a necessidade de isolamento do local, após vistoria, e emitiu um auto de interdição do templo, que comporta 4 mil fiéis e tem 17.884 metros quadrados.

A igreja, no entanto, não será totalmente interditada. Estão isoladas apenas as áreas onde houve o descolamento das placas de gesso do teto. De acordo com informação preliminares da Defesa Civil, havia infiltrações no telhado, mas ainda é cedo para dizer qual foi a causa do acidente. Os representantes da igreja não foram localizados pela reportagem.

Fotógrafo detido

O repórter fotográfico Gustavo Magnusson (2ºd)), da Rede Anhanguera de Comunicação (RAC), foi detido por seguranças e um pastor da igreja após tirar fotos do incidente.

AE
O repórter Gustavo Magnusson (2º d), da Rede Anhanguera de Comunicação

O pastor alegou que o fotógrafo não havia autorização para registrar o acontecimento e pediu que lhe entregasse a câmera em troca da liberdade. A polícia precisou ser acionada para liberar o profissional do local. 

Leia também:

Leia mais sobre: Igreja Universal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.