O fornecimento de água para cerca de 1,2 milhão de moradores de Santo André, Mauá e Ribeirão Pires, na região do ABC paulista, deverá ser normalizado apenas ao longo do dia de amanhã. Inicialmente, o prazo previsto era para hoje.

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) explicou que o Sistema Rio Claro, cujo funcionamento foi irrompido para serviços de manutenção, foi reativado por volta das 2h30 de hoje, quatro horas e meia além do previsto.

Segundo a empresa, as equipes tiveram de executar reparos que não estavam programados e foram identificados durante os trabalhos, provocando o atraso. Os bairros da zona leste afetados pela suspensão já voltaram a receber água, informou a Sabesp. No ABC, a retomada do abastecimento deverá ser mais demorada nos pontos mais altos e distantes dos reservatórios.

Durante a parada programada, prevista para durar 26 horas, foram realizados serviços nas instalações elétricas e mecânicas de todo o Sistema Rio Claro. Os trabalhos envolvem captação da água bruta às estações elevatórias, ao sistema de distribuição de água, à inspeção de tubulações, reparo nos vazamentos, entre outros.

Foi feita também a manutenção no aqueduto, uma estrutura de concreto por onde passa, a cada segundo, 3.800 litros de água. Nesse aqueduto foram realizados mais de 20 serviços entre troca de juntas, reparo de vazamentos e outros que irão assegurar a qualidade de toda a operação do Sistema Rio Claro e a segurança do abastecimento de água.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.