RIO GRANDE DO SUL - Nas próximas 48 horas, deve se formar um ciclone extratropical entre o Uruguai e o Rio Grande do Sul. Já na quinta-feira, um sistema de baixa pressão começou a se intensificar no local para a formação deste fenômeno considerado comum na costa Sul do Brasil, do Uruguai e da Argentina. Além de chuva forte, um ciclone como este provoca fortes rajadas de vento, que podem passar de 100 km/h, em alguns casos.

O fenômeno meteorológico deve refletir em chuva e ventos intensos nos demais Estados da região Sul e em São Paulo. O mar já está agitado e as pequenas e médias embarcações devem redobrar os cuidados. No domingo, a previsão é de que o ciclone já esteja em alto-mar.

O ciclone reflete em São Paulo, no sul do Rio de Janeiro e de Minas Gerais até sábado. Já no domingo, o sol desponta na região sudeste de São Paulo e a frente fria decorrente do fenômeno no Rio Grande do Sul segue para o litoral.

O Centro-Oeste passa a sexta-feira e o fim de semana com alternância de sol e pancadas de chuva ao longo do dia. Na sexta, pode chover forte no oeste do Mato Grosso e, no domingo, o sol fica forte no sul do Mato Grosso do Sul.

O quadro é o mesmo na região Norte, que tem sol entre nuvens no fim de semana e, na sexta-feira, apresenta forte-chuva na região do Acre, Roraima e no sul do Amazonas. No Nordeste, o sul da região tem sol firme e tempo seco e, o norte, pancadas de chuva.

Seis mortos

A chuva intensa que caiu nesta quinta-feira no Rio Grande do Sul fez  seis vítimas fatais . O temporal também deixou uma pessoa desaparecida e cerca de duas mil desabrigadas, além de tráfego obstruído pela queda de pontes e pelo afundamento do asfalto em rodovias da zona sul do Estado.

Moradores tentam salvar pertences após enchente em Pelotas/ Foto: AE

Os estragos foram maiores em Capão do Leão, Turuçú, Pelotas e Cristal. Os corpos foram resgatados ao longo do dia à medida em que as águas baixavam.

Minas Gerais

Mais oito municípios de Minas Gerais decretaram situação de emergência em razão das fortes chuvas que atingem o Estado desde setembro do ano passado. De acordo com boletim da Defesa Civil mineira, divulgado nesta sexta, já são 133 o total de cidades no Estado em situação de emergência.

Leia mais sobre: previsão do tempo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.