Força Sindical repudia confronto entre PM e Polícia Civil

SÃO PAULO - O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT), o Paulinho da Força Sindical, divulgou nota nesta quinta-feira repudiando o confronto entre a Polícia Militar e Polícia Civil na tarde de hoje na capital paulista. O combate ocorreu quando uma passeata de policiais civis se aproximava da sede do governo, o Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi, zona sul da cidade.

Agência Estado |

Em greve há um mês, os policiais foram contidos por homens da PM, que reagiram com tiros de bala de borracha e bombas de efeito moral.

A nota, assinada também pelo secretário-geral da Força, João Carlos Gonçalves, o Juruna, informa que a entidade "repudia com veemência o tratamento dispensado pelo governador José Serra aos policiais civis". Até o momento, o governador não se pronunciou oficialmente sobre o confronto.

No comunicado, a Força Sindical destaca: "É intolerável que um governador eleito democraticamente utilize métodos truculentos contra servidores em luta. Demandamos que o Governo do Estado retome o caminho da negociação e atenda as justas reivindicações dos policiais civis, pois valorizar a função e a carreira do policial é parte fundamental de uma política de segurança pública democrática e eficiente."

    Leia tudo sobre: confronto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG