¿Foi uma tragédia anunciada¿, diz vizinha da Renascer

SÃO PAULO - A artesã Nice Ranieri, de 63 anos, mora nos arredores do templo da Renascer, cujo teto desabou no último domingo. Ela tinha amigos que frequentavam o local e diz que o acidente foi uma tragédia anunciada.

Amanda Demetrio - Último Segundo |

Segundo ela, antes do Natal podiam ser vistos buracos e rachaduras nas partes externas do prédio, mas estava tudo maquiado. "Foi uma tragédia anunciada porque tinha rachadura, mas ninguém tomou providência. Foi por falta de dinheiro? Desculpa, não, afirmou, explicando que nas partes da frente e de dentro não podiam ser vistas as danificações devido a uma pintura recente das paredes.

Em entrevista coletiva, porém, o presidente da Renascer, bispo Geraldo Tenuta (conhecido como Bispo Gê), o prédio do Cambuci estava em perfeito estado de conservação. Por meio de sua assessoria, a igreja ainda destacou que a última reforma foi feita há quatro anos e todos os alvarás do templo estão em dia.

Já Nice afirma também que os fiéis tinham conhecimento das rachaduras, mas nada faziam. Se houvesse reforma recente não teria caído, opinou.

AE
Bombeiros trabalham no resgate às vítimas; acidente deixou 9 mortos

A artesã, que mora no bairro do Cambuci há 20 anos, diz que estava no terraço de sua casa, de onde é possível observar a igreja, quando viu os helicópteros da Polícia Militar. Só vi o tumulto, contou. Ela, porém, diz ter achado que era só mais um assalto.

A informação do desabamento veio por meio de sua filha, que estava conectada à internet. Ao saber da tragédia, a artesã desceu para o local. "O que eu vi foi uma coisa indescritível", gaguejou. "Para mim foi um choque".

"Nós temos conhecidos que frequentam o local e minha vizinha vem todo domingo ao culto. Liguei para os amigos e quando atenderam foi um alívio", afirmou.

Nice não soube afirmar se já ocorreram desabamentos anteriores no templo da Renascer.

A reportagem do iG tentou contato com fiéis da Renascer, mas eles não quiseram dar entrevistas, disseram apenas que "a igreja nunca trouxe nada de ruim, só bençãos".

Desabamento deixa 9 mortos

O teto da igreja Renascer desabou por volta das 18h50 de domingo e atingiu fiéis que chegavam para assistir ao culto das 19h. Segundo informações dos bombeiros, cerca de 600 pessoas estavam no local, que tem capacidade para abrigar 2 mil. Nesta segunda-feira, foi confirmada a morte de Luísa Silva, de 62 anos, que estava internada na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Com isso, subiu para nove o número de mortos no acidente .

De acordo com informações da Secretária de Segurança Pública (SSP),  110 pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas a hospitais. 

Leia também:

    Leia tudo sobre: renascer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG