SÃO PAULO (Reuters) - O fluxo cambial encerrou 2008 negativo em 983 milhões de dólares, após ter fechado 2007 positivo em 87,454 bilhões de dólares. Foi a primeira saída líquida de recursos do país em um ano desde 2002, quando o fluxo ficou negativo em quase 13 bilhões de dólares à medida em que as incertezas pela eleição presidencial provocaram turbulência no mercado financeiro. Desta vez, a saída foi provocada pela crise global de crédito --com impacto principalmente a partir da metade de 2008.

O fluxo negativo do ano passado decorreu de déficit nas transações financeiras de 48,883 bilhões de dólares, apesar do saldo positivo nas operações comerciais de 47,9 bilhões de dólares e .

Em dezembro, o fluxo ficou negativo em 6,373 bilhões de dólares, após saldo também negativo de 7,159 bilhões de dólares em novembro, pior resultado desde janeiro de 1999.

A autoridade monetária também divulgou que a posição comprada dos bancos diminuiu para 1,013 bilhão de dólares no final de dezembro, ante 2,530 bilhões de dólares no fim de novembro. Essa posição consiste numa aposta contra o real.

(Por Jenifer Corrêa e Daniela Machado)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.