Foi um jogo de decisão de campeonato. Tanto a Portuguesa como o Fluminense correram, lutaram, fizeram todo o possível, quase se mataram em campo neste sábado, no Maracanã.

No final, prevaleceu a melhor pontaria do time carioca, que venceu o jogo por 3 a 1, se afastou da zona de rebaixamento, agora com 40 pontos, e deixou o adversário com a corda no pescoço, com 36 pontos, na 18ª posição - podendo cair para o penúltimo lugar neste domingo, se o Figueirense vencer o São Paulo.

A Portuguesa não se deixou intimidar pelo adversário nem pela responsabilidade. Desde o início, adotou uma postura de time confiante nas suas armas. Os primeiros minutos foram de nervosismo, com as duas equipes arriscando chutes de fora da área, principalmente o Fluminense. Aos 23 minutos, no entanto, brilhou a categoria do atacante Edno. Ele recebeu de Fellype Gabriel, passou por dois adversários, ajeitou a bola para o pé esquerdo e chutou no ângulo direito de Fernando Henrique, abrindo o placar e calando o Maracanã.

Até o final do primeiro tempo, o Fluminense tentou encurralar a Portuguesa, chegou a criar algumas chances, mas falhou na finalização. No intervalo, Edno estava animado e prometia mais. "Está difícil, mas se acertarmos o contra-ataque poderemos fazer o segundo."

O Fluminense, porém, voltou com duas modificações que tornaram o time bem mais ofensivo, com as entradas de Tartá e Maicon, e se deu bem: aos 6 minutos, Maicon ganhou do inseguro Aderaldo e cruzou para Washington empatar.

A Portuguesa sentiu o gol, recuou e pagou caro pelo erro tático. Aos 28, logo após a expulsão de Halisson, por causa de uma falta na entrada da área, Maicon chutou cruzado, Gottardi defendeu parcialmente e Tartá virou o jogo. E aos 40 Romeu completou o placar.

Ficha técnica:

Fluminense - Fernando Henrique; Eduardo Ratinho (Tartá), Thiago Silva, Luiz Alberto e Júnior César; Fabinho, Wellington Monteiro, Arouca (Romeu) e Conca; Everton Santos (Maicon) e Washington. Técnico: René Simões.

Portuguesa - Gottardi; Aderaldo, Halisson e Erick; Patrício, Rai (Vaguinho), Preto, Fellype Gabriel (Dias) e Athirson (Wilton Goiano); Jonas e Edno. Técnico: Estevam Soares.

Árbitro - Antonio Hora Filho (SE).
Cartões amarelos - Rai e Aderaldo (Portuguesa).
Cartão vermelho - Halisson (Portuguesa).
Renda - R$ 448.685,00.
Público - 42.023.
Local - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.