Florais podem ajudar mulher com compulsão por consumo, diz terapeuta

15A compulsão pelo consumo é mais notória no universo feminino. Tanto nas telonas - como no recente Os Delírios de Consumo de Becky Bloom - quanto nas novelas - Caminho das Índias -, personagens femininas gastam muito compras e tratamentos, sem remorso.

Agência Estado |

Segundo a psicóloga e terapeuta floral, Luciane Gerodetti, o consumo exagerado pode indicar dificuldades de se expressar e a terapia com florais pode ajudar a mulher a deixar essa ciclo vicioso.

"A mulher compra uma roupa, bolsa ou sapato para se expressar, se colocar no mundo da maneira que ela julga adequada ou necessária, seja para os outros ou para si mesma", explica Luciane. Para a especialistas, esse processo realizado de forma equilibrada é extremamente sadio e positivo. "Mas, expressão é o contrário de depressão. Toda pessoa deprimida tem dificuldade em expressar-se e o consumo pode vir como uma tentativa de equilibrar essa disfunção."

A compulsão por consumir pode ser vista como um pedido de socorro. O consumo funcionaria para tapar buracos, um mecanismo de compensação, similar ao processo da compulsão alimentar, diz a especialista. "Nos casos mais comuns de consumo compulsivo, o que predomina é a falta de autoconhecimento, falta de saber quem se é de fato e se persiste na tentativa de compor personagens interessantes ou que parecem mais fáceis de serem aceitos ou apreciados", completa.

A psicóloga explica que a terapia com florais contribui para o autoconhecimento. Assim, a compulsão por consumo ao ser tratada com terapia floral ajuda essa mulher a gostar mais de si mesma, ser mais criativa e encontrar o equilíbrio. Luciane, que pesquisa florais desde 1989, criou o sistema Essências Florais da Chapada Diamantina e diz que trabalha com essências provenientes dessa região do Brasil. Parte da receita obtida com a venda dos florais, ela dá apoio ao Projeto Sempre Viva, projeto de preservação ecológica do Parque Municipal de Mucugê, na Bahia.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG