Flagelados recebem comida e remédio no AM

Amazonas vive a pior seca da história. 62 mil famílias foram atingidas pela estiagem em 40 dos 60 municípios

Eduardo Asfora, iG Amazonas |

Um helicóptero HM-3 Cougar do Exército Brasileiro aterrizou na hoje pela manhã no município de Tefé (AM) para ajudar na distribuição de 130 toneladas de alimentos, produtos de higiene pessoal e medicamentos. O material é para atender mais de 3.100 famílias amazonenses que vivem em seis comunidades dos municípios de Tefé, Uarini e Alvarães.

A ação é para atender as famílias atingidas pela maior seca histórica no Amazonas. Neste fim de semana, o nível do Rio Negro atingiu a marca histórica de 13m63cm. Mais da metade dos municípios decretou situação de emergência, atingindo mais de 62 mil famílias. Para amenizar o problema e evitar uma crise social, kits de ajuda humanitária são enviados diariamente pela Defesa Civil.

Defesa Civil e FAB

A Defesa Civil trabalha em parceria com o Exercito, que usa aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), devido à localização geográfica de alguns municípios que estão isolados. Desde o dia 7 a Defesa Civil Estadual entregou 600 toneladas de mantimentos e remédios. Conforme o Governo do Amazonas, a ajuda chegou à 38 mil famílias de 21 cidades do interior. 

De acordo com o oficial do Exército, major Aníbal, a operação em Tefé, Alavrães e Uarini não tem um tempo definido para ser concluída. “Nós só vamos concluir, quanto todas as localidades estiverem com os kits em mãos e segue um cronograma traçado pela Defesa Civil. Em algumas áreas, você já pode chegar via área, por isso é uma ação bem cuidadosa,” afirmou.

Água potável

Segundo o coordenador da Defesa Civil do Estado na Região Metropolitana de Manaus (RMM), João Marcos Suzano, o envio dos kits e de água potável é feito conforme a necessidade de cada município. Além disso, garantiu que as ações serão concluídas quanto todas as famílias forem beneficiadas.

“Nós estamos agora nestas comunidades isoladas e depois vamos concentrar as atenções para o Polo Manaus e depois vamos a Parintins e em outros locais próximos,” explicou. O Pólo Manaus estar em 17 municípios do Baixo Amazonas, Baixo, Médio Solimões e Madeira e atenderá 28 mil famílias.

Municípios atingidos

Dos 62 municípios do Amazonas, 40 estão em situação de emergência. São eles: Alvarães, Anamã, Anori, Atalaia do Noite, Autazes, Barreirinha, Benjamin Constant, Beruri, Boa Vista do Ramos, Boca do Acre, Borba, Caapiranga, Careiro da Várzea, Carauari, Coari, Envira, Fonte Boa, Guajará e Iranduba.

Também foram atingidos os municípios de Ipixuna, Itacoatiara, Itamarati, Juruá, Jutaí, Manaquiri, Manicoré, Manacapuru, Novo Aripuanã, Nhamundá, Parintins, Rio Preto da Eva, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Iça, Silves, Tabatinga, Tefé, Tonatins, Maués, Itapiranga e Uarini.

    Leia tudo sobre: amazonasestiagemrio negroflageladosdefesa civil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG