Fiscais aplicam 198 multas em um mês de lei antifumo

Fiscais da Vigilância Sanitária e do Procon de São Paulo aplicaram 198 multas no primeiro mês de vigência da Lei Antifumo do governo estadual. Entre 7 de agosto e 6 de setembro, foram fiscalizados 37.

Agência Estado |

117 estabelecimentos. Os locais que proibiram totalmente o tabaco em ambientes fechados de uso coletivo representam 99,5% do total.

De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado, das autuações, 87 foram registradas na capital, onde 11.816 locais foram fiscalizados, e 111 no interior do Estado, onde a fiscalização visitou 25.301 estabelecimentos. "A lei pegou. O apoio da população é maciço. A qualidade do ar de bares, restaurantes e outros estabelecimentos melhorou", comemorou o governador José Serra.

A diretora da Vigilância Sanitária, Cristina Megid, também destacou a adesão dos paulistas. "A população se conscientizou sobre a importância da norma e apoiou a Lei Antifumo. Mas é preciso ficar claro que a mobilização não se restringiu ao primeiro mês. Continuaremos diariamente nas ruas, para garantir o cumprimento da lei", afirmou Cristina.

Cerca de 500 fiscais da Vigilância Sanitária e do Procon foram treinados para fiscalizar o cumprimento da lei. Eles realizam blitze diárias, em diferentes horários, incluindo madrugadas.

A nova legislação proíbe fumar em ambientes fechados de uso coletivo, como bares, restaurantes e casas noturnas. Quem quiser denunciar locais que descumprem a lei pode ligar para 0800 771-3541 ou entrar no site www.leiantifumo.sp.gov.br

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG