Fiocruz: remédios respondem por 30% dos casos de intoxicação no País

Pesquisa realizada pelo Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (Sinitox) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra que os medicamentos são responsáveis por 30% das intoxicações ocorridas no País em 2007. Os números do Sinitox divulgados na semana passada apontam mais de 100 mil casos de intoxicação, com 479 mortes.

Agência Estado |

Animais peçonhentos respondem por 20,1% das intoxicações e produtos de limpeza causam 11,4% dos casos, de acordo com informações da Fiocruz.

As crianças estão entre as principais vítimas das ocorrências de intoxicação, representando 25% do total de casos. De acordo com os dados da Fiocruz, as três maiores letalidades - proporção de óbitos em relação ao número de casos de intoxicação - foram registradas para os agrotóxicos de uso agrícola (165), drogas de abuso (64) e raticidas (47). A principal circunstância das intoxicações é o acidente, responsável por cerca de 55% do total de casos registrados.

Escorpiões respondem por quase 6 mil entre os 21 mil envenenamentos por animais peçonhentos registrados em 2007. Os dados do Sinitox alertam ainda que o sexo masculino apresenta o maior número de óbitos por acidente por agrotóxicos de uso agrícola com 112 registros, as drogas de abuso correspondem a 58, os raticidas a 26 e os medicamentos a 24. Para as mulheres, destacam-se os medicamentos com 53 óbitos, os agrotóxicos de uso agrícola com 50 e os raticidas com 20. O Sudeste registrou cerca de 46% dos casos de intoxicação, seguido pelo Sul, com 30%.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG