Fiocruz e Glaxo firmam parceira para produzir vacinas

SÃO PAULO (Reuters) - A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) assinou nesta segunda-feira um acordo de cooperação tecnológica com a GlaxoSmithKline PLC para novas pesquisas e desenvolvimento de vacinas, entre elas uma contra a dengue. A parceria também prevê a produção de uma vacina pediátrica no Brasil que protege contra pneumonia, meningite bacteriana, otite média e as formas de bronquite e de sinusite causadas pela bactéria pneumococo.

Reuters |

A expectativa é que ao menos 1,5 mil mortes de crianças com menos de cinco anos serão evitadas anualmente no país com a inclusão do imunizante no calendário nacional de vacinação infantil, a partir do próximo ano, informou a Fiocruz.

"A vacina para pneumococo vem somar de forma positiva no calendário de vacinação nacional, evitando mortes e a ocorrência de doenças que podem deixar sequelas graves", afirmou Paulo Gadelha, presidente da Fiocruz, de acordo com nota da instituição.

Serão produzidas anualmente cerca de 13 milhões de doses da vacina pneumocócica na unidade Biomanguinhos da Fiocruz, no Rio de Janeiro, a partir de 2010.

O acordo assinado com a farmacêutica britânica prevê ainda parceria científica para desenvolvimento tecnológico na busca de imunizantes para a dengue, febre amarela inativada e malária.

Para o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, a inclusão da vacina no calendário é um "avanço" para a saúde pública do país.

"O Brasil vem diminuindo os índices de mortalidade de forma sustentável", afirmou, segundo nota da Fiocruz. "É uma derrota para cada um de nós quando uma criança morre de uma causa evitável".

Segundo o governo, o país deverá atingir as metas para mortalidade infantil estabelecidas pela Organização das Nações Unidas em 2012, três anos antes da data proposta em acordo internacional.

O pneumococo é responsável direto pela morte de cerca de um milhão de crianças com menos de cinco anos no mundo, especialmente nos países com baixo Índice de Desenvolvimento Humano.

(Por Hugo Bachega)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG