Filtro solar é essencial para bronzeado sem risco, dizem especialistas

Nesta época do ano quando chegam as férias escolares e muita gente vai às praias o protetor solar é presença obrigatória na bagagem, mesmo para quem quer pegar um bronzeado. O uso do produto é recomendado por especialistas até mesmo na cidade, pelo menos durante o verão.

Agência Estado |

Além de prevenir contra o câncer de pele - causado pela radiação UVB - o filtro solar é recomendado também como proteção contra os raios UVA, que causam o envelhecimento precoce.

Selma Cernea, coordenadora da Campanha contra o Câncer de Pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia, indica o fator 15 como proteção mínima e, no verão, o fator 30. Durante a exposição ao sol, o produto deve ser reaplicado a cada 2h30. Estes filtros protegem 97% do corpo contra a radiação solar. A partir do fator 30, o nível de proteção aumenta muito pouco, dizem os especialistas.

A apresentação em forma de creme possui maior aderência à pele e resiste mais à água e à transpiração. O gel é indicado para peles oleosas, nas quais o creme pode causar espinhas. “Ele não deve conter álcool”, afirma Marcus Maia, professor de dermatologia da Santa Casa. Há produtos específicos para crianças, que não escorrem nos olhos e resistem por mais tempo na água, lembra o dermatologista. “Mesmo assim, o tempo de reaplicação não muda.”

Filtros solares facial e labial são recomendados. “Queimaduras no lábio também podem causar câncer”, diz Selma. Ela lembra que o protetor pode causar reações alérgicas em pessoas sensíveis. Portanto, deve-se verificar seu princípio ativo e dar preferência a produtos hipoalergênicos. As informações são do Jornal da Tarde .

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG