LONDRINA ¿ O terceiro rebento da Casa Laboratório Para as Artes do Teatro, Os Figurantes, dirigido por Cacá Carvalho e com dramaturgia de Cláudia Barral, estreia nacionalmente nesta segunda-feira (15) dentro do Festival Internacional de Londrina ¿ FILO 2009 depois de, aproximadamente, oito meses de investigações sobre tipos que ¿estão na paisagem urbana¿.

Divulgação

Cacá Carvalho gesticula na coletiva do FILO

Em entrevista coletiva em Londrina, Cacá Carvalho explicou que o espetáculo surgiu de uma pergunta bastante objetiva: Qual o personagem vocês gostariam de representar fora da Casa Laboratório? Autores como Clarice Lispector, Bernard-Marie Koltès e Manoel de Barros surgiram entre os textos que continham o desejo de personagens pelos atores.

Surgiram sete desejos diferentes e convidei a dramaturga Cláudia Barral para assistir, durante uma semana e sem saber de que textos partiam, estes sete momentos de silêncio (as improvisações não continham falas). O tema determinante que desejamos trabalhar é o silêncio que existe nas grandes cidades, desejamos entender as grandes cidades, contou o ator e diretor.

A moldura

Segundo Cacá, quando o cenógrafo e figurinista do grupo, Márcio Medina, assistiu a um dos ensaios, disse que para "Os Figurantes" era essencial que a cena fosse emoldurada feito quadro, o que veio de encontro com a idéia de Cacá. Os personagens estão na paisagem dos vários tipos urbanos, adiantou.

Para o diretor, esta moldura expande o conceito de entendimento lógico dessa experiência teatral. Queremos trabalhar a lógica da moldura, trabalhar o que existe entre nós e a realidade. Queremos ser emissores de sinais, deixar espaço para o público, completou.

A ideia para o título da peça é de que mesmo aqueles que se imaginam protagonistas na vida, não o são. Não existem protagonistas na vida, somos todos figurantes.

"Os Figurantes" estreia em 022 de julho na Casa Laboratório, sede do grupo em São Paulo, e em agosto Cacá Carvalho começa a ensaiar novo trabalho como ator, dirigido por Roberto Bacci, que estreia em novembro, na Itália. Seu novo solo, "O que os Atores Deixam para os Atores", utiliza como matéria-prima escritos deixados por atores, sobretudo Louis Jouvete.

* Michel Fernandes viajou a convite do FILO 2009

Leia mais sobre: FILO

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.