As comodidades para quem quer receber vídeos em casa já ultrapassam o serviço de “leva-e-traz” dos discos, oferecido por locadoras online: agora é possível alugar arquivos digitais de vídeo, que chegam via internet direto para seu computador. A Livraria Saraiva é a primeira a operar o sistema, implantado há três meses, no Brasil.

O funcionamento é simples: no site da rede, o usuário escolhe os filmes que quer receber, paga, baixa um programa de gerenciamento de downloads e baixa o arquivo de vídeo escolhido dentre os 650 títulos de que a rede dispõe.

O usuário tem prazo de 30 dias para “usar” o arquivo e, a partir do momento em que ele o executa pela primeira vez, tem 24 ou 48 horas - varia conforme contratos com os estúdios - para assistir quantas vezes quiser. “Ao fim desse prazo o arquivo fica bloqueado pelo sistema DRM (Digital Rights Management , em inglês). O usuário pode mantê-lo, mas não consegue executá-lo sem licença”, explica Deric Guilhen, diretor de produtos digitais da Saraiva.

Implementar o novo modelo de locação também está nos planos da Pipoca Online, que oferece serviço de locação de DVDs pela internet. A empresa já fez testes com o sistema, mas a estabilidade e velocidade das conexões de banda larga não se mostraram satisfatórias. “O download ainda é difícil. As conexões de banda larga ainda não têm estabilidade e velocidade suficiente para isso”, afirma Eduardo Quintiliano, diretor de marketing da Pipoca Online. “Por enquanto é inviável para nós”, avalia ele.

Guilhen, da Saraiva, relata não ter problemas com conexão. “Temos o nosso próprio datacenter, com banda de 2 gigabytes, a velocidade de download depende mais da emissão do que da capacidade de download do usuário”, afirma. “Reclamações que ouvimos são mais sobre dificuldades operacionais, de como usar os softwares.” As informações são do Jornal da Tarde

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.