Filme sobre Sonia Gandhi será lançado em dezembro após batalha na Justiça

NOVA DÉLHI ¿ Após uma batalha de dois anos na Justiça contra a comissão de censura da Índia, os responsáveis pelo filme sobre a líder do Partido do Congresso Sonia Gandhi planejam lançá-lo em dezembro, disse hoje o diretor do filme, T.D. Kumar.

EFE |

As empresas que produziram "Sonia", Montage International e Das Entertainment, tinham apelado ao Tribunal Superior de Mumbai contra a decisão da comissão de censura de pedir o consentimento de Gandhi como requisito para a estréia.

"Argumentamos no tribunal que sua ordem ia contra do direito fundamental da liberdade de expressão. Eu tenho a liberdade de fazer um filme criativo e humano", declarou Kumar, entrevistado pela agência indiana "PTI". "Também posso ser crítico, mas não difamatório ou distorcer fatos", acrescentou.

Desta vez, o órgão de censura aprovou o filme com pequenos cortes, e o tribunal opinou que não existe nenhum requisito prévio de aprovação na lei de cinema. Os produtores planejam lançar o filme em 8 de dezembro, para coincidir com o aniversário da política.

O diretor afirma que o filme "não é propaganda nem uma biografia" de Sonia Gandhi, mas "uma ficção, uma dramatização de sua vida" a partir de um trabalho de pesquisa.

"Sonia" conta a história de uma indo-americana que planeja fazer um filme sobre Sonia Gandhi e a conjuntura política da Índia, o que a leva a ir ao país asiático e enfrentar vários problemas para fazer o filme.

Segundo o diretor, o filme não conta com grandes estrelas de Bollywood nem cenários espetaculares, mas é rico em conteúdo humano e emocional e tem um roteiro multitemático.

    Leia tudo sobre: índia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG