Filme mostra luta de Ted Kennedy por reforma da imigração

Por Christine Kearney NOVA YORK (Reuters) - Enquanto os democratas comemoram a aprovação da reforma da saúde pública nos EUA após uma intensa batalha política, um novo documentário revela as manobras de bastidores e as negociações que acompanham a tramitação de projetos no Congresso norte-americano.

Reuters |

"The Senators' Bargain" ("A barganha dos senadores") acompanha o falecido senador democrata Ted Kennedy e outros atores políticos na frustrada tentativa de aprovar uma reforma da imigração em 2007. O filme assume a complicada tarefa de mostrar como um projeto é alvo de acordos mesmo antes de começar a ser debatido por parlamentares.

"É um retrato do processo legislativo visto por dentro," disse Shari Robertson, que passou quase uma década fazendo o filme com seu marido, Michael Camerini.

Parte do foco do filme, que vai ao ar na quarta-feira nos EUA pelo canal HBO, é Kennedy, veterano defensor dos imigrantes.

"Acho que este é o retrato dele que as pessoas não viram, o cara de verdade trabalhando," disse a cineasta.

Kennedy, paladino das causas liberais, morreu de câncer no ano passado, aos 77 anos, 47 deles como senador.

Robertson contou que Kennedy concordou imediatamente com o projeto, em 2001, e ficou surpreso de que alguém quisesse abordar um assunto tão árido.

O senador aparece junto com defensores da imigração, advogados e políticos em lotadas salas do Congresso, discutindo quais concessões fazer aos republicanos a respeito da imigração. Ele as aceita em troca de garantias de que milhões de imigrantes ilegais poderiam permanecer nos EUA.

O filme também mostra Kennedy e outros lidando com o fracasso do projeto em 2007, quando a reforma foi arquivada por falta de votos parlamentares e de apoio popular.

"(Fazer o filme) foi realmente entender essa intersecção entre politicagem e política," disse Robertson. "De modo que éramos como crianças em uma loja de doces, porque estávamos bem lá no meio."

O documentário também esclarece algumas críticas feitas a Washington, como a demora na tramitação dos projetos e por que a política é tão partidarizada.

De acordo com Robertson, quem já viu o filme diz: "Agora entendo por que vocês nunca vão conseguir exatamente o que querem, porque vocês precisam encontrar um acordo."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG