Uma semana atrás, no coquetel de abertura do 1º Festival Paulínia de Cinema, um dos concorrentes confidenciou: Não tenho a menor esperança de ganhar: não tem para ninguém, o Mojica vai ganhar o prêmio de melhor filme. E não deu outra. Encarnação do Demônio, volta às telas do personagem Zé do Caixão, criado pelo cineasta José Mojica Marins, ganhou o troféu principal da mais nova mostra do calendário de festivais brasileiros.

Além do primeiro prêmio, o longa de Mojica ainda levou os troféus Menina de Ouro de montagem (Paulo Sacramento), fotografia (José Roberto Eliezer), trilha sonora (André Abujamra e Márcio Nigro), direção de arte (Cássio Amarante) e edição de som (Ricardo Reis). Contente, Zé do Caixão, devidamente paramentado, subiu ao palco para receber todos os prêmios. No último, que o consagrava, disse: "Hoje não é dia de rogar praga. Desejo que todos que saiam de casa voltem para casa, que é a melhor coisa que se pode desejar."

Com tantos prêmios para "Encarnação do Demônio", sobrou pouca coisa para os outros. O outro inédito da competição de longas de ficção, "Feliz Natal", ficou com o prêmio de diretor (Selton Mello) e dividiu o de atriz coadjuvante entre Graziella Moretto e Darlene Glória. Levou ainda uma menção especial para o garoto Fabrício Reis. "Os Desafinados", de Walter Lima Jr., ganhou o Prêmio Especial do Júri, ator coadjuvante (Ângelo Paes Leme) e atriz (Cláudia Abreu). "Pequenas Histórias" ficou com roteiro (Helvécio Ratton) e ator (Paulo José). "Onde Andará Dulce Veiga" ficou com figurino (Fábio Namatame). O único que nada recebeu do júri foi "Nossa Vida Não Cabe Num Opala".

Em Paulínia, os documentários têm premiação à parte. Ganhou, nesse segmento, "Simonal - Ninguém Sabe o Duro Que Dei", de Claudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal. O Prêmio Especial do Júri foi dividido entre "Iluminados", de Cristina Leal, e "Castellar de Nelson Dantas no País dos Generais", filme de montagem de Carlos Alberto Prates Correia - e vencedor do Festival de Gramado do ano passado.

Leia mais sobre: cinema nacional , Zé do Caixão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.