Filho de Rita Lee faz apelo por guitarras

Agora foi Beto Lee, filho da cantora Rita Lee, que fez o apelo: “Devolva a minha guitarra”, dizia uma faixa que o rapaz segurava ontem. Ele tem falado com lojistas que renegociam instrumentos para que não comprem seus aparelhos de criminosos.

Agência Estado |

Rita Lee, o filho e mais um grupo de 23 pessoas, entre técnicos e músicos, tiveram seus instrumentos musicais e equipamentos roubados no domingo. Anteontem, Rita Lee ofereceu uma recompensa de R$ 10 mil para quem passar alguma “informação concreta” que ajude a encontrar os equipamentos.

Os aparelhos estavam num caminhão que vinha de Curitiba e foi interceptado por criminosos na Rodovia Raposo Tavares. Com dois shows no Paraná já adiados - em Foz do Iguaçu e Cascavel - Beto Lee diz que a banda já estuda um “plano B”, se até a próxima semana não conseguir nenhuma informação sobre o paradeiro dos instrumentos: alugar outros ou emprestar de bandas amigas.

“Recebi muito apoio de outros músicos. Kiko Zambianchi e o pessoal do Biquíni Cavadão se ofereceram para o que a gente precisasse”, conta Beto. Desde o roubo, a rotina de Beto e dos músicos tem sido de peregrinação nas ruas que concentram lojas de instrumentos novos e usados - a Teodoro Sampaio e a Santa Ifigênia. Eles distribuem uma lista de tudo que foi levado e pedem para os comerciantes não aceitarem os produtos, caso apareçam.

“Já está rolando como corrente na internet e também já mandamos para fora do País. Estou confiante, tomara que sejam encontrados.” Ele diz que também não deixou de tocar guitarra. “Se eu ficar um dia sem tocar, eu piro.” Mesmo otimista, Beto está inconformado com o assalto. “Roubar músico é muita sacanagem. A gente não trabalha por dinheiro, a gente só quer levar alegria para o povo.” As informações são do Jornal da Tarde.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG