Filho de Jerominho depõe no Tribunal de Justiça do Rio

RIO DE JANEIRO - O ex-policial militar Luciano Guinâncio Guimarães, filho do vereador Jerônimo Guimarães Filho, o ¿Jerominho¿, depôs nesta segunda-feira no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ/RJ). Ele e membros de sua família são acusados de integrar a milícia ¿Liga da Justiça¿, atuante na zona oeste do Rio.

Redação |

Acordo Ortográfico

De acordo com denúncia oferecida pelo Ministério Público (MP), Luciano teria ameaçado de morte os responsáveis pela administração de uma cooperativa de transporte alternativo da cidade, caso não entregassem ao grupo paramilitar o controle e a exploração financeira de todas as linhas de vans dos bairros de Campo Grande, Santa Cruz, Sepetiba e Itaguaí.

A ameaça teria ocorrido em abril de 2007, quando o acusado e mais um grupo de pessoas, dentre elas Ricardo Teixeira da Cruz, o Batman, foragido do presídio Bangu 8, teriam ido à sede da cooperativa num comboio de seis veículos, trajando roupas pretas e portando armas de fogo de grosso calibre.

Em depoimento, Luciano negou estar envolvido com cooperativas de vans na zona oeste. Ele disse ainda que nem ele, nem ninguém de sua família têm participação na milícia Liga da Justiça.

Luciano Guimarães, que também é suspeito de participação na chacina da favela do Barbante, onde sete pessoas foram assassinadas, foi ouvido na seção criminal do TJ/RJ.

Leia mais sobre: milícias

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG